Por onde anda (006) - Tomas Brolin - Suécia

Foto 1: Brolin na Copa de 1994
Per Tomas Brolin, nascido em 1969 em Hudiskvall, foi um dos maiores jogadores da história da Suécia no futebol. Jogou como atacante e meio-campista.

Iniciou nas categorias de base, dos seguintes times suecos: Näsvikens IK, onde se profissionalizou em 1984, jogando 36 jogos e fazendo 10 gols na quarta divisão sueca.

Em 1987, foi vendido para o time GIF Sundsvall, da primeira divisão sueca, onde nas 2 temporadas seguintes, jogou 55 jogos, fazendo 13 gols. Após isso, em 1990, foi para o IFK Noorkping, onde jogou 9 jogos, fazendo 7 gols.

Em 1990, fez sua estréia na seleção da Suécia, contra a seleção de País de Gales no dia 25/04/1990, e com sua participação na Copa do Mundo de 1990, foi contratado pelo Parma, no mesmo ano.

Foto 2: Tomas Brolin no Parma

No clube italiano, Tomas Brolin, jogou 5 temporadas, entre 1990 e 1995, fazendo 133 jogos e marcando 20 gols. Foi campeão da Copa da Itália na temporada em 1991/1992, vice-campeão da mesma em 1994/1995. Campeão da Recopa Européia na temporada 1992/1993, e vice-campeão na temporada de 1993/1994. Campeão da Copa da Uefa em 1994/1995, e da Supercopa Européia em 1993.

Em 1995, foi contratado pelo Leeds United, da Inglaterra, assinando contrato por 2 anos e meio, jogou 1 temporada e meia e depois de uma briga com Howard Wilkison, jogou 20 jogos e 4 gols, foi emprestado para o Zurick-SUI.

Foto 3: Brollin no Leeds United

No clube suiço, FC Zurich, jogou apenas 3 gols não fazendo nenhum gol, sendo obrigado a retornar para o Leeds após uma interferência dos dirigentes ingleses.

Com uma lesão, Brolin pagou de seu próprio bolso, um novo empréstimo agora para o Parma, jogando dessa vez no time italiano 11 jogos e não fazendo gols.

Em 1998, foi vendido para o Crystal Palace, jogando por 13 vezes e nenhum gol novamente. Após várias lesões, fez seu último jogo com a camisa do Hudiksvalls A.B.K.

 Foto 4: Brolin com a camisa suéca

Pela seleção sueca, jogou 47 vezes, fazendo 26 gols, jogando 2 Copas do Mundo a de 1990 e a de 1994, além de jogar a Eurocopa de 1992. Na estatística total, é o 9º maior artilheiro da história da seleção da Suécia.

Após encerrar a carreira no futebol, Brolin, é jogador do site PartyPoker.net, tendo ganho uma etapa do Campeonato Europeu em Praga e chegando na 38ª posição na final do EPT Poker em Monte Carlo.

Foto 5: Brolin no Poker Stars


Foto 1: http://pepelotas.files.wordpress.com/2009/10/tomas-brolin-futbolista-pepelotas.jpg
Foto 2: http://i41.tinypic.com/w1ae10.jpg
Foto 3: http://bp3.blogger.com/_Vre26bP3-4s/Rg03cYr_7yI/AAAAAAAAADM/_gxrwviaaKI/s320/FG33_TomasBrolin.jpg
Foto 4: http://www.zerozero.pt/img/jogadores/12/30412_tomas_brolin.jpg
Foto 5:http://pepelotas.files.wordpress.com/2009/10/tomas-brolin-jugador-de-poker-pepelotas.jpg

Por Onde Anda (005) - Gabriel Batistuta

A série por onde anda, continua, agora com o maior artilheiro da história da seleção argentina, Gabriel Omar Batistuta, que nasceu em 01/02/1969, na cidade de Reconquista. Acessem http://row51.blogspot.com

Foto 1 - Gabriel Batistuta no seu primeiro clube

Batistuta quando criança preferia jogar outro esporte que não era o futebol e sim o basquete, só decidindo abandonar o basquete aos 16 anos em 1986.

Após fazer peneiras, foi aceito nas categorias de base do Newell´s Old Boys-ARG, onde estreou como profissional em 1988, jogando no inicio de lateral direito. Ficou no clube de Rosário até 1989, jogando 28 partidas e marcando 8 gols.

Na temporada de 1989, foi contratado pelo River Plate de Buenos Aires, onde ficou por apenas uma temporada, não tendo muitas chances, mas sendo campeão argentino na temporada 1989/1990. Fez pelo time do River Plate 24 jogos e 4 gols, sendo vendido na mesma temporada para o Boca Juniors.

Foto 2: Gabriel Batistuta no Boca Juniors

No time de La Bombonera, Batistuta fez 47 jogos, marcando 19 gols, por apenas uma temporada, onde não ganhou nenhum título pela equipe, sendo artilheiro do campeonato argentino de 1991 e eleito o melhor jogador sul-americano do mesmo ano.

No meio da temporada de 1991, foi contratado pela equipe da Fiorentina, onde nos seus 9 anos em Florença, o atacante argentino, jogou 332 jogos e marcou 207 gols, conquistando os seguintes títulos: Campeão da 2ª Divisão em 1994, Copa da Itália em 1996 e Supercopa da Itália em 1996, é considerado um dos maiores jogadores da história da equipe da Fiorentina. 

Foto 3: Batistuta na Fiorentina

No ano 2000, despediu-se da equipe de Florença, indo jogar na capital do país, pela Roma. No time da capital italiana, Batistuta jogou por 3 temporadas, atuando por 86 jogos e marcando 33 gols, sendo campeão italiano e da supercopa da Itália em 2001.

Após 3 temporadas na Roma, foi jogar por apenas 1 temporada em Milão, na Internazionale, jogando apenas 12 vezes e marcando 2 gols, na temporada de 2002/2003.

O seu último clube, foi o Al-Arabi, do Qatar, onde jogou por 2 temporadas entre 2003 e 2005, jogando 26 jogos e marcando 26 gols, sendo campeão do campeonato do Qatar.

Foto 4- Batistuta com a camisa argentina

Na seleção argentina, Batistuta estreou num jogo contra a seleção brasileira em 1991. No total pela seleção, ele jogou 78 jogos (7º maior na história da seleção) e marcou 56 gols (o maior artilheiro da história).

Jogou 3 copas do Mundo (1994 à 2002), fazendo 12 jogos e marcando 10 gols (sendo o 7º maior goleador das histórias de Copas do Mundo).

Pela seleção argentina, ganhou os seguintes títulos: Copa América de 1991, Copa Kirin 1992, Copa das Confederações 1992, Copa América 1993, Vice artilheiro da copa do mundo de 1998, Terceiro melhor jogador do mundo em 1999.

Foto 5: Batistuta em seu novo esporte o polo.

Hoje, Batistuta disputa o campeonato argentino pelo Boca Juniors, mas de polo, onde foi campeão de polo, no torneio Stella Artois jogando pela equipe Tom Tailor em 2009.


Sem palavras para descrever




Eu simplismente desisto de tentar descrever o futebol do Barcelona, principalmente de Messi, estraordinario, genial, sensacional e varios outros adjetivos são muito, mas muito pouco mesmo para tentar descrever a superioridade e a magica do Time catalão.

É injusto dizer que Denilson, Diaby ou outros jogadores do Arsenal falharam na tentativa de marcar Messi, pois esses marcadores são humanos, Messi não, na verdade não sei nem o que ele é, se uma entidade divina ou extraterrestre, mas o seu futebol é sobrehumano, é inesplicavel um ser humano jogar tanto futebol.

Barcelona chega como o grande favorito para vencer essa UCL, pode ser eliminado pela Inter? bom pode sim, mas é inegavel que o Barça é o melhor time do Mundo, e é o grande time da decada.

Por Onde Anda (004) - Oleg Salenko

Foto - Oleg Salenko no Mundial Sub-20 - 1989 - Arábia Saudita

Oleg Anataloyevich Salenko, nasceu em 25/10/1969, na cidade de Leningrado-RUS, tem um recorde nas histórias de Copas do Mundo, onde foi o maior artilheiro em apenas uma partida de copas do Mundo, em 1994, no jogo, Rússia 6x1 Camarões, onde marcou 5 gols.

Seu primeiro clube na sua carreira foi o Zenit St. Petersburg, que antes era conhecido como Zenit Leningrado, onde jogou de 1986 até 1988, com 47 jogos e 10 gols marcados.

Em 1989, foi contratado pelo Dinamo Kiev-UKR, onde disputou por 3 anos o campeonato soviético e 1 o campeonato ucraniano. No time ucraniano, jogou 91 jogos e fez 28 gols, ganhando a Copa da URSS em 1989. 

Em 1992 foi contratado pelo Logroñes-ESP (time que hoje joga a 5ª Divisão da Espanha), que na época disputava a primeira divisão espanhola. Nesse time da cidade de Logroño-ESP, o russo jogou 47 gols e fez 23 gols, sendo a revelação do campeonato espanhol de 1993.

Em 1994, foi contratado pelo Valencia-ESP, após sua excepcional participação na Copa dos Estados Unidos. No time valenciano apenas participou de um campeonato espanhol, onde jogou 25 jogos e fez 7 gols.

Foto: Salenko com a camisa do Valencia_ESP

Com contrato com o Valencia-ESP válido até o final de 1995, Salenko que não foi bem no clube espanhol, foi emprestado para o Glasgow Rangers-SCO no ano de 1995, e jogou na Escócia 14 jogos e fez 7 gols, sendo campeão escocês de 1985.

Voltando de empréstimo para o Glasgow Rangers-SCO, Salenko foi vendido para o Istalbunspor-TUR, que hoje joga na 2ª divisão turca, no time da Turquia, Salenko fez 21 jogos e marcou 11 gols, disputando 2 temporadas e se machucando um bom tempo.

Depois disso, em 1999, foi contratado pelo Córdoba FC, que disputava no ano a segunda divisão espanhola., jogando apenas 3 jogos, pela sua precária condição físíca.

Em 2000, foi contratado como estrela pelo campeonato polonês, pelo Pogón Szeczin, onde apenas jogou 1 jogo se contundindo seriamente e se aposentando do futebol.

Na seleção, jogou apenas 1 jogo pela seleção ucraniana no ano de 1992, mas na seleção russa, jogou 8 jogos, marcando 6 gols (todos na Copa do Mundo de 1994), onde vem os 5 gols do recorde no vídeo abaixo:



Além disso marcou um gol contra a Suécia por penalti, também na primeira fase.

Após isso, Salenko foi técnico da seleção ucraniana de beach soccer, mas hoje não faz nada envolvido com o futebol.

Foto 1: http://www.carling.com

Sim, temos Campeonatos.



Já no caminho final o italiano, o espanhol e o inglês se encontram sem destino definido. Inter de Milão, Roma e até o Milan brigam pela liderança no país da bota. A Inter que, era favoritíssa ao título nas primeiras rodadas, vem poupando jogadores para a Champions League. Tropeça, mas não cai da primeira posição vendo bem de perto no retrovisor a Roma, o Milan que vem saindo da pista com suas vitórias suadas e derrotas bobas.

No Inglês a coisa se complica. Três times se diferenciam por apenas um ponto e se revezam na liderança do Campeonato. O Manchester United, que perdeu seu artilheiro Wayne Rooney por contusão por algumas rodadas e ainda tem encontros na Champions League, enfrentou hoje o Chelsea dentro de casa e perdeu para o time londrino que é, por enquanto, líder...mas tem tabela mais difícil e vem sendo acompanhado pelo também londrino Arsenal, o time dos gols no último minuto. E do jeito que caminha é na última rodada que o Inglês terá sua definição, além das brigas pela vaga na UCL da próxima temporada.

No Espanhol dois campeonatos paralelos. Real Madrid e Barcelona duelam pra ver quem erra menos e somam pontos que praticamente deixam os outros times apenas brigando por vagas nas competições européias. Na rodada que vem El Clássico no Santiago Bernabéu pode dar a liderança perdida para o Barcelona que só precisa do empate pra chegar à primeira posição. Mas qualquer tropeço pode ser fatal. Os artilheiros brigam entre si assim como a disparidade de táticas.

Nessa temporada vale à pena torcer em todos os jogos. Cada gol marcado ou perdido pode decidir um campeonato. No fim quem rir por ultimo vai rir melhor.


Por Onde Anda (003) - Michael Laudrup

O terceiro post da série Por Onde Anda, é com o melhor jogador da história (eleito pela FIFA e pela UEFA) do futebol dinamarquês, Michael Laudrup. Todas essas informações estão em meu blog, http://row51.blogspot.com

Seleção da Dinamarca 1986 - Laudrup de pé

Michael Laudrup nasceu na cidade de Frederiksberg em 1964. Iniciou sua carreira no futebol em 1973, no time do Brondby, onde ficou por 3 temporadas, transferindo-se para o KB (atual Kopenhague), time que se profissionalizou em 1981, jogando 14 jogos e marcando 3 gols.

No ano seguinte, transferiu-se para o time do Brondby, onde jogou na temporada 38 jogos, marcando 24 gols, criando uma grande expectativa no mundo futebolístico e sendo visto por grandes clubes mundiais.

Em 1983, foi contratado pela Juventus de Turim, onde acabou jogando 102 jogos e fazendo só 16 gols. Nesse intervalo, o mesmo foi emprestado para a Lazio na temporada de 1983 a 1985, jogando 60 jogos e fazendo 9 gols. Na Juventus ele conquistou seus 2 primeiros títulos na carreira, o título italiano de 1985-1986 e a Copa dos Campeões.

Nesse mesmo ano (1985) ele conquistou seu segundo título individual, sendo eleito pela segunda vez (1982) o melhor jogador dinamarquês do ano

Foto 2 - Laudrup com a camisa da Juventus

Em 1989, o Barcelona foi até Turim, e com a maior transação envolvendo um jogador dinamarques na história, levou Laudrup para o seu plantel. No Barcelona, Michael, jogou 167 jogos, marcando 49 gols. No time catalão, ele ganhou os seguintes títulos, 4 títulos espanhóis (1990-91, 1991-92, 1992-93 e 1993-94) 1 copa del Rey (1990), 2 vezes a Supercopa da Espanha (1991 e 1992), Copa dos Campeões da Europa (1992) e o vice-campeonato mundial interclubes (1992).


Foto 3 - Michael Laudrup na final do Mundial Interclubes de 1992

Em 1994, com 30 anos, Laudrup foi sondado e aceitou ir jogar em outro clube espanhol, agora no Real Madrid. No clube madrileño, Laudrup jogou apenas 62 jogos, marcando 12 gols. No time merengue, conseguiu os seguintes títulos: Campeão Espanhol (1994-95), com esse título ele tornou-se penta campeão espanhol.

Foto 4 - Laudrup com a camisa do Real Madrid

Após 2 temporadas em Madrid e com o boom do dinheiro japonês no futebol, Laudrup em 1996, decidiu enriquecer um pouco mais suas economias, recebendo um convite para jogar na terra do sol nascente, no Vissel Kobe. No time japonês, o dinamarquês jogou 15 jogos, marcando 6 gols.

Foto 5 - Laudrup no Vissel Kobe

Após a experiência no Japão, Laudrup jogou no Ajax-HOL, entrando em campo por 21 vezes, marcando 11 gols, no time holandês, ganhou 1 campeonato holandês e 1 copa da holanda. Foi no clube da Holanda, que Laudrup encerrou sua carreira em clubes.


Foto 6 - Laudrup com a camisa do Ajax

Na seleção da Dinamarca, Laudrup estreou em 1983, nas eliminatórias para a Eurocopa de 1984, no jogo contra Luxemburgo, onde marcou 3 vezes. No total, Laudrup jogou 104 vezes (4º maior jogador da história) e marcou 37 vezes (6ª maior artilheiro). Disputou 3 eurocopas (1984, 1988 e 1996), não foi campeão europeu em 1992, por diferenças entre o mesmo e o técnico Richar Moller.

Também disputou 2 copas do mundo (1986 e 1998). Seu único título pela seleção da Dinamarca é a Copa das Confederações de 1995.


Foto 7 - Laudrup na copa de 1998

Após o fim de sua carreira, Laudrup iniciou a carreira de técnico e assistente técnico, começando por Auxiliar-Técnico da Seleção dinamarquesa em 2000, indo até 2002. Em 2002, iniciou seu melhor período como técnico de algum clube, ficou por 4 anos no comando do Brondby e conquistou 2 supercopas da Dinamarca, 2 copas da Dinamarca e 1 titulo dinamarquês em 2004, sendo eleito o técnico do ano em 2003 e 2005.

Em 2007, recebeu o convite e foi treinar o Getafe na Espanha, ficando apenas 1 temporada como técnico na Espanha.

Foto 8 - Laudrup como técnico do Getafe

Após treinar o Getafe, Laudrup foi treinar o Spartak Moscow, na Rússia, também ficando apenas 1 temporada e curiosamente sendo despedido por telefone.

Hoje, Laudrup está desempregado e tenta uma vaga de técnico em algum clube mundial, a última sondagem foi para treinar o Sevilla-ESP, mas que novamente não foi concluída a transação.

Espero que gostem do post e aguardo novos comentários de quem deverão ser os próximos para uma nova cobertura.



Referências:
Foto 2: http://fogoeterno.files.wordpress.com/2009/04/michael.jpg?w=140&h=278
Foto 3: http://www.independent.co.uk/multimedia/archive/00162/laudrup_162505s.jpg
Foto 4: http://www.realmadridfans.org/laudrup/laudrup1.jpg
Foto 5: http://web-japan.org/nipponia/nipponia18/images/topic/27-4.jpg
Foto 6: http://www.sportsignings.com/images/products/products/ac%20milan/brian23.jpg
Foto 7: http://a4l.zip.net/images/laudrup_dinamarca.jpg
Foto 8: http://u.goal.com/21500/21551_news.jpg

Messi- Genio

Messi está alcançando um nivel de atuações impecaveis, o Argentino é o Lider de Assistencias e Artilheiro do Campeonato espanhol, nunca se esconde do jogo e vem decidindo tudo para o Barça, mas o que eu quero escrevendo essa coluna? todo mundo já sabe desses fatos que eu citei, quero abrir uma discussão, Messi já é um dos melhores da Historia?

Bom da Historia do Barcelona sem duvidadas, venceu 2 ucls, 1 como coadjuvante mas venceu outra como o protagonista, daqui uns 4 ou5 anos Messi consequentemente será o maior artilheiro da Historia do Barça, será que esse garoto já atingiu um nivel suficiente para entrar para a historia do Futebol como um dos seus maiores craques?

Não quero comparar Messi com Pelé, mas dá sim pra comparar ele com Maradona, é uma comparação perigosa, pois Maradona jogou muito futebol, mas acho sim que Messi pode superar o Futebol dele.

Messi precisa vencer uma Copa do Mundo para entrar na Historia? Bom uma Copa do Mundo é muito importante, mas entre uma copa do mundo e outra existe nada mais d que 4 anos, é justo apagar tudo o que aconteceu nesses 4 anos e vangloriar aquele unico mes por mais impportante que seja essa competição? E Zico, Puskas, Cruyff, Platini e varios outros genios que não venceram uma Copa do Mundo? vamos dizer que Canavarro é melhor que eles pois venceu uma Copa do Mundo como destaque?

Já está virando uma especie de Cliche, mas se Messe não vencer uma Copa do mundo, Azar da Copa... essa competição é muito importante, mas o futebol é muito mais que isso.